sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Ronaldinho não vai ao campo e sai mais cedo; Fred treina normalmente

 

O Fluminense treinou nas Laranjeiras na tarde desta sexta-feira com uma ausência que chamou a atenção: Ronaldinho Gaúcho não subiu ao gramado e ficou apenas na academia fazendo trabalhos específicos, mas não deve ser problema para enfrentar o Figueirense no domingo. Em contrapartida, Fred, Osvaldo e Vinícius treinaram normalmente.

"O Ronaldinho sofreu uma pancada forte no jogo contra o Inter e não pôde ir a campo nesta sexta-feira. Achamos melhor que ele ficasse em tratamento", explicou o técnico Enderson Moreira.

"O Fred fez quase uma semana inteira de trabalho, acho que ele terá condições de jogar contra o Figueirense. Nesta sexta, fez um treino forte, intenso. Às vezes, só temos uma resposta boa um dia depois de um treinamento desses. Há uma grande chance de ele poder participar", completou sobre o capitão.

Enquanto Fred foi desfalque por três partidas consecutivas devido a uma pubalgia, o atacante Osvaldo não entra em campo há dois jogos, em recuperação de um estiramento na coxa esquerda. No fim da atividade desta tarde, inclusive, levou uma pancada na perna, reclamou de dores, mas saiu de campo andando. Assim, a dupla deve retornar no domingo.

O meia Vinícius, por sua vez, vem sendo baixa desde o final de junho, por uma fratura no pé, e, embora tenha trabalhado normalmente, ainda não será utilizado.

Enderson Moreira ainda terá de administrar as ausências por suspensão. O goleiro Diego Cavalieri será substituído por Kléver, e Gum entrará no lugar de Henrique – Antônio Carlos também não poderá jogar, mas estava como reserva. Já Marcos Junior é o desfalque no ataque, mas as dúvidas permanecem no setor ofensivo.

O duelo contra o Figueirense está marcado para este domingo, às 16 horas (de Brasília), no Maracanã, válido pela 19ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. O Fluminense ocupa a quinta colocação da tabela, com 30 pontos conquistados.

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Cícero se reapresenta e ganha aplausos da torcida nas Laranjeiras

 
Cicero Fluminense (Foto: Sofia Miranda / GloboEsporte.com)

A quarta-feira foi marcada pelo retorno de Cícero ao Fluminense. O meia-atacante se reapresentou nas Laranjeiras, vestiu a roupa de treino e correu ao redor do gramado, recebendo aplausos dos torcedores presentes à atividade. O jogador rescindiu seu contrato com o Al-Gharafa na semana passada.

Cícero já está com sua situação regularizada na CBF. Com isso, caso o técnico Enderson Moreira deseje, pode relacioná-lo para o confronto deste sábado contra o Grêmio, às 18h30, no Maracanã, pela 16ª rodada do Brasileirão.

O atacante Fred foi outro que apareceu em campo e deu voltas pelo gramado. O capitão do time ainda não trabalhou com bola nessa semana, mas tem chances de jogar no sábado. O atleta sente dores na coxa direita, que o fizeram abandonar a partida contra a Chapecoense no último domingo.

Vinicius, que fraturou o pé, também esteve em campo e correu sob observação da fisioterapia do clube. O meia ainda não tem data para voltar ao time tricolor. Ele se machucou há um mês e a previsão inicial era de 45 dias fora da equipe.

terça-feira, 28 de julho de 2015

Elogiado por Enderson, Osvaldo se anima com início: "Caminho certo"

 
Osvaldo no treino do Fluminense nas Laranjeiras (Foto: Bruno Haddad / Fluminense FC)

A estreia de Osvaldo como titular do Fluminense, na derrota por 2 a 1 para a Chapecoense, não teve o resultado que o atacante esperava, mas também teve pontos positivos. Sua atuação foi elogiada pelo técnico Enderson Moreira, que destacou a capacidade de utilizar a velocidade para criar chances de gol. 

Animado, Osvaldo retribuiu os elogios e disse ter a sensação de estar no caminho certo para se firmar no time titular e ter sucesso com a camisa do Fluminense.

- Fico feliz pelos elogios do Enderson e dos torcedores. Eles provam que estou no caminho certo e me dão ainda mais motivação para seguir trabalhando. Tinham outras equipes do Brasil interessadas em mim quando optei por deixar a Arábia Saudita, mas um dos fatores que me fizeram optar pelo Fluminense, além da grandeza do clube, foi  saber da vontade do Enderson de contar comigo. Sem dúvida, isso pesou muito na minha decisão.  Estou gostando da maneira dele  trabalhar, de orientar o time, e vou fazer o que estiver ao meu alcance para ajudar - disse o camisa 17.

Osvaldo acredita que já mostrou mais entrosamento do que em seu primeiro jogo, quando entrou durante o clássico com o Vasco. Ele, no entanto, sabe que ainda há um longo caminho de evolução pela frente. 

- Me senti bem mais preparado e à vontade nessa primeira partida como titular. Consegui aparecer com a intensidade que espero, acredito que criei boas chances, não só com arrancadas pelas pontas, mas também com passes. O time todo fez um excelente jogo. Tivemos velocidade de ataque e de recomposição defensiva, o que também é muito importante. Credito minha melhora aos treinamentos, ao maior entrosamento com os companheiros e ritmo de jogo, o que também é um fator importante. Fico feliz, mas sei que ainda estou em um processo de evolução e readaptação. Vou seguir trabalhando para atingir minha melhor condição o mais rápido possível. 

O Fluminense volta a campo no próximo sábado, às 18h30, no Maracanã, para enfrentar o Grêmio. O Tricolor é o sétimo colocado com 27 pontos.

Presidente confirma Flu em torneio dos EUA: "Ronaldinho é peça-chave"

Ronaldinho apresentação 6 (Foto: Alexandre Vidal)

Ronaldinho Gaúcho será a principal estrela do Fluminense em torneio nos Estados Unidos, que será disputado novamente em 2016, na terceira temporada consecutiva que o Tricolor irá ao país norte-americano. Em participação no "Seleção SporTV", o presidente Peter Siemsen afirmou que a situação foi discutida no ato da contratação do meia, já que o jogador é patrocinado por uma empresa de material esportivo e o clube, por outra– Vamos aos Estados Unidos novamente para um torneio em janeiro, um acordo com a Disney (...). E o Ronaldinho era peça-chave no momento que fechamos com ele. Como vamos apresentá-lo com a Adidas sendo parceira lá nos Estados Unidos, nesse investimento, nessa ida para lá? No contrato dele (com a Nike), tudo o que ele faz com o time pode ser com outra marca. Tudo que for Fluminense e Ronaldinho juntos, não infringe o contrato com a patrocinadora dele.

De acordo com o presidente, a proposta feita pelo Flu pelo craque foi "pés no chão". Ronaldinho receberá um valor fixo e outros dois variáveis: o primeiro por objetivos esportivos, que será pago com as premiações recebidas, e outro com participação em venda de produtos.

– O dinheiro do dia a dia, o mensal, sai do orçamento do Fluminense, teve a saída Wagner e de outros de maior custo, então temos capacidade de encaixar o mensal dele, que é bastante pé no chão. Tem valores bastante altos nos objetivo, e avaliamos a premiação de cada objetivo que temos por contrato. Isso é pela receita gerada por objetivo: premiação de Brasileirão, Copa do Brasil, Estadual, vaga de Libertadores. Está tudo baseado nesta linha e em outra comercial, com venda de camisas. O Fluminense vai ganhar com aumento de receitas – destacou.

Peter Simsen presidente Fluminense (Foto: Reprodução SporTV)

Na avaliação do dirigente, a chegada de Ronaldinho Gaúcho às Laranjeiras se deu por conta do bom ambiente do grupo, que chegou aos ouvidos do meia pela boca dos próprios jogadores.

– Ajudou que os jogadores do Fluminense transmitiram o cenário positivo interno, o envolvimento da diretoria e da comissão técnica, todos trabalhando juntos, e que o clima estava positivo no momento em que o clube se reconstrói em modelo de gestão, é um desafio, mas estamos construindo um CT em velocidade grande, temos patrocinadores fortes, uma espinha dorsal de time com jogadores conhecidos e jovens fazendo sucesso. Ronaldo, pelo fato de morar no Rio e pelo ambiente positivo dos atletas, escolheu o Fluminense. Financeiramente, não foi a proposta atrativa o diferencial – admitiu.

Apesar de já estar regularizado, o meia ainda passará por avaliações para saber a possibilidade de fazer sua estreia já no jogo deste sábado, às 18h30, contra o Grêmio, no Maracanã, pelo Brasileirão. Com sequência de duas derrotas, existe uma pressão para que ele esteja em campo.

R10 agita as Laranjeiras e transforma a rotina do Fluminense

 

Não fosse Ronaldinho, a segunda-feira de treino apenas para os não-relacionados ao jogo contra a Chapecoense seria quase deserta nas Laranjeiras. A presença do novo reforço para seu primeiro dia de atividades, no entanto, foi capaz de mudar o ambiente na sede tricolor. A casa do Fluminense virou palco de um popstar, que carrega consigo uma marca ainda muito forte. E gente. Muita gente. Tanto seu staff quanto torcedores, que compareceram em bom número para fazer a recepção.

Ronaldinho laranjeiras torcida (Foto: Nelson Perez/Fluminense FC)

O jogador chegou às Laranjeiras em uma comitiva de três carros. No dia a dia, costuma andar com quatro seguranças, sendo um deles também o motorista. A vigilância no clube, aliás, foi reforçada. Ao todo, 12 responsáveis por controlar os acessos ao campo, número bem maior do que o costumeiro.

Flu boutique (Foto: Richard Souza)

A sede tricolor já vinha recebendo muitos torcedores nas últimas semanas, principalmente por causa do bom momento vivido pelo time, mas a presença de Ronaldinho potencializou. Em um treino com poucas atrações, todos os olhos estavam voltados para ele. Nos 15 minutos em que ficou no gramado correndo, a cada vez que ele passava perto dos torcedores, era uma histeria, retribuída com o tradicional sorriso e movimento dos dedos mindinho e polegar. Como o lado da arquibancada que normalmente é destinado aos torcedores nos treinos está em reforma, apenas a parte ao lado direito da tribuna está liberada. Por isso, o clube cobra R$ 15 para os visitantes. Mesmo valor cobrado para o tour na sala de troféus. Até os donos dos bares das Laranjeiras estão animados com o aumento do movimento. 

Muitos torcedores procuraram uniformes do meia para comprar, mas a venda foi pequena. Isto porque ainda não há camisas 10 com o nome de Ronaldinho prontas, apesar de uma nova loja ter sido montada na entrada da sede. A promessa é de que nesta terça já estejam disponíveis. Enquanto isso, na "Flu Boutique", algumas camisas 10 antigas, ainda com a marca da Unimed, receberam o nome Ronaldinho nas costas. Não fizeram muito sucesso.

Mosaico Ronaldinho Gaúcho Fluminense (Foto: GloboEsporte.com)

No programa de sócios-torcedores, R10 foi a cereja do bolo para aumentar o número de adesões, que já vinha aumentando depois do lançamento dos novos planos e do início da construção do centro de treinamento. Após a chegada do gaúcho, a procura diária para novos sócios quintuplicou, de acordo com o clube. 

Ter o craque no dia a dia também aumenta consideravelmente o espaço de mídia para o Flu. No primeiro dia de R10 nas Laranjeiras, havia imprensa do México e França para registrar os passos do jogador, além de um batalhão de jornalistas brasileiros. Tudo que Ronaldinho faz, gera interesse. E a ideia do clube é utilizar o grande alcance do craque na internet para alavancar a visibilidade do clube. No Facebook, o jogador tem 30 milhões de fãs, enquanto o Flu, 1 milhão. No Twitter, são 12,5 milhões de seguidores contra 659 mil. No Instagram, 5,5 milhões contra 110 mil. 

O gaúcho virou atração até entre os novos companheiros. E na segunda-feira estavam apenas os que não foram relacionados contra a Chapecoense. Alguns deles, como Vinícius, Rafinha, Douglas e João Filipe tiraram fotos com o ídolo e postaram em suas contas nas redes sociais.

Nesta terça, Ronaldinho estará pela segunda vez nas Laranjeiras, agora com elenco completo. Mais um dia no centro das atenções. E ele nem estreou ainda...        

domingo, 26 de julho de 2015

Fred classifica arbitragem como "desastrosa" após revés do Tricolor

 

Os jogadores do Fluminense deixaram o campo da Arena Condá revoltados com a atuação do árbitro Raphael Claus. O juiz anulou gol de Marcos Junior no primeiro tempo do jogo e, no fim, marcou pênalti em lance duvidoso para a Chapecoense, que venceu por 2 a 1.

O capitão Fred foi reclamar com o árbitro tão logo a partida se encerrou, ao lado de outros atletas. Lucas Gomes acabou sendo expulso . O centroavante, que saiu com dores na coxa durante o segundo tempo, tentou explicar cada lance para mostrar que Raphael Claus errou.



- Foi desastrosa (arbitragem). o bandeirinha correu para o meio no nosso  gol. A conversa no lance foi o seguinte: 'Se você triscou na bola, você estava impedido'. Mas a TV mostrou que eu não estava impedido. Agora no fim o bandeira não marcou pênalti, a TV mostrou que nem falta foi. Ele (árbitro) foi decisivo, três pontos para ele - disse Fred.

No lance do gol anulado, a partida estava 1 a 1. Gustavo Scarpa cruzou na área, Fred não alcançou e a bola sobrou para Marcos Júnior, que cabeceou, a bola resvalou em seu braço e entrou. O bandeirinha Daniel Paulo Ziolli correu para o centro do campo dando o gol. Depois de muita demora e conversa com o auxiliar, o árbitro anulou. (Veja no vídeo abaixo)



O segundo lance polêmico ocorreu no fim da partida, quando Antonio Carlos tentou roubar a bola de Bruno Silva na entrada da área e o atacante caiu com o choque. O árbitro, que primeiro deu a impressão de ter marcado falta fora da área, apontou para a marca do pênalti ao olhar para o auxiliar Daniel Paulo Ziolli.

- As câmeras podem falar melhor. A gente não vai ficar lamentando, não. Acho que o juiz errou duas vezes, uma a favor da gente e uma contra. A gente não pode falar com ele, que ele já expulsou todo mundo, já deu cartão. Agora vamos seguir o campeonato - lamentou o zagueiro Antonio Carlos no fim do jogo. (Veja o lance do pênalti no vídeo abaixo)


A derrota foi a segunda seguida do Fluminense no Brasileiro. O time, que iniciou a rodada em terceiro, caiu para quinto, com 27 pontos. Ainda pode ser ultrapassado pelo São Paulo, que enfrenta o Cruzeiro às 16h, no Morumbi, e o Palmeiras, que joga contra o Vasco às 18h30, em São Januário.

Chapecoense vence o Fluminense pelo Brasileirão 2015

 

Em um jogo marcado por uma arbitragem confusa de Raphael Claus, com um gol anulado e um pênalti marcado nos minutos finais, a Chapecoense mostrou, mais uma vez, a sua força na Arena Condá. Neste domingo, o time conseguiu uma vitória por 2 a 1 sobre o Fluminense, mesmo sendo dominado na maior parte do segundo tempo, com dois gols do atacante Bruno Rangel. Edson fez para o clube carioca.

Com o resultado, a Chapecoense chegou a 22 pontos, consolidando-se na nona colocação. O Fluminense saiu do grupo dos quatro primeiros colocados com a derrota. Agora, o clube carioca, com 27 pontos, ocupa a quinta posição e ainda pode ser ultrapassado por Palmeiras e São Paulo.

Em jogo aberto, com boas chances dos dois lados, a Chapecoense aproveitou a primeira com Bruno Rangel. O Fluminense, que teve Osvaldo como titular pela primeira vez, empatou no lance seguinte com um belo chute de fora da área de Edson e poderia ter ampliado com Marcos Júnior, mas o árbitro Raphael Claus anulou alegando toque de mão do atacante em um lance que causou revolta nos jogadores do clube carioca. 

No segundo tempo, Fred saiu com menos de 15 minutos, com um problema muscular, para a entrada de Magno Alves. A intensidade se manteve em campo, mas o clube carioca passou a dominar as ações com boas jogadas de Marcos Júnior e Osvaldo. Na reta final,o zagueiro Antônio Carlos fez pênalti em Bruno Rangel. O árbitro demorou a assinalar e o assistente Daniel Paulo Ziolli não correu para a linha de fundo. Confirmada a marcação, o atacante da Chapecoense bateu firme e garantiu a vitória.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...