sábado, 27 de junho de 2015

Flu observa Leandro, do Palmeiras


A diretoria do Fluminense busca um atacante de velocidade para reforçar o elenco neste Campeonato Brasileiro. Um nome que a diretoria estuda é o de Leandro, do Palmeiras. O jogador tem 22 anos e não tem tido oportunidades com o técnico Marcelo Oliveira. Houve apenas um contato com o empresário do atleta, Gilmar Veloz, e o clube ainda avalia as possibilidades.

Há alguns dias, o Tricolor analisou a situação de Maicon Bolt, cria de Xerém, de 25 anos, que está no Lokomotiv Moscou, da Rússia. Houve um contato, mas as tratativas acabaram não evoluindo.

A cúpula de futebol do Fluminense também observa a situação de Osvaldo, ex-São Paulo, que está no Al-Ahli, da Arábia Saudita. O Tricolor, porém, trabalha com cautela e ainda não houve nenhum tipo de contato com as partes envolvidas. 

A situação com o meia-atacante Guilherme, do Atlético-MG, parece ter ficado ainda mais favorável ao Fluminense. O interesse do Cruz Azul, do México, que estava forte na negociação, esfriou um pouco e, embora ainda não esteja descartado, o acerto ficou um pouco mais difícil.

Clayton espera fazer um grande jogo contra o Fluminense

O lateral-direito Clayton retornou ao Goiás depois de disputar o Campeonato Goiano pelo Aparecidense e ser eleito o melhor de sua posição na competição. Revelado pelo próprio Goiás, Clayton terá sua segunda oportunidade entre os titulares no Brasileirão.

- É um jogo muito importante para nossa equipe. Nós precisamos voltar a vencer e jogando em casa, com o apoio da nossa torcida, é o momento ideal para voltar ao resultados positivos - disse o lateral de 22 anos.

No empate contra a Ponte Preta, primeira partida de Clayton desde que retornou, o camisa 2 saiu de campo como um dos melhores do jogo segundo a imprensa local.

- O Fluminense é uma equipe de muita qualidade e nós respeitamos isso, mas jogando em casa nós temos que nos impor dentro de campo. A vitória é o único resultado que nos interessa agora - finalizou.

Com dores musculares, Fred é poupado e não pega o Goiás


Má notícia para a torcida do Fluminense. O atacante Fred está com dores musculares e o deparamento médico do Tricolor achou melhor preservá-lo e o atacante não enfrenta o Goiás neste domingo, às 16h, no Serra Dourada.

=

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Fluminense vence Ponte Preta pelo Brasileirão

BRASILEIRO A, FLUMINENSE X PONTE PRETA
. 

Com gols de Wellington Silva e Vinícius, o Fluminense derrotou por 2 a 0 a Ponte Preta, nesta quinta-feira, no Maracanã. O resultado decretou o fim da invencibilidade dos paulistas no Campeonato Brasileiro. O resultado deixou os tricolores com 14 pontos, na sexta posição. Já a equipe campineira, com 13, termina a rodada em oitavo.

No primeiro tempo, a Ponte Preta foi melhor e teve as melhores chances. No entanto, quem marcou foi o Fluminense, já na etapa final. Wellington Silva aproveitou rebote de Marcelo Lomba para colocar na rede. Nos acréscimos, foi a vez de Vinícius marcar e dar números finais no Maracanã.

Na próxima rodada, o Fluminense terá pela frente o Goiás, no domingo, no Serra Dourada. No mesmo dia, a Ponte Preta recebe o Atlético-PR no Moisés Lucarelli.

O jogo - O Fluminense começou a partida tentando impor uma pressão, mas quem teve a primeira boa chance foi a Ponte Preta, aos sete minutos. Cajá tocou para Josimar na área. O volante cabeceou e, com o gramado molhado, quase complicou Diego Cavalieri, que fez a defesa.

A partir dai, os visitantes equilibraram o confronto e chegavam ao ataque com mais organização. Tanto que aos 27 minutos. Borges foi lançado, levou a melhor sobre a zaga e finalizou para grande defesa de Cavalieri. No lance seguinte, após cobrança de escanteio, Renato Chaves cabeceou com força, mas por cima do travessão.

O panorama seguiu o mesmo na parte final da etapa inicial. A Ponte Preta, melhor na partida, não conseguia finalizar com perigo. Já o Fluminense tinha muita dificuldade e só incomodava o goleiro Marcelo Lomba em chute de longe. Assim, o duelo foi para o intervalo com o placar inalterado no Maracanã.

No segundo tempo, o Fluminense voltou mais ligado e pressionou a Ponte Preta. Nos primeiros minutos, os tricolores conseguiram criar duas chances de abrir o placar. Na primeira, Giovanni finalizou da entrada da área e assustou Marcelo Lomba. Depois, Fred recebeu passe na área e chutou em cima do goleiro da Ponte Preta.

A mudança de atitude dos donos da casa surtiu efeito aos nove minutos. Em bom avanço, Fred tocou para Marcos Júnior na área. O atacante chutou cruzado, Marcelo Lomba espalmou para o lado e Wellington Silva apareceu para colocar para a rede.

Depois do revés, a Ponte Preta precisou se lançar ao ataque e quase empatou aos 15 minutos, em cobrança de falta de Renato Cajá que passou próximo do travessão. Só que a equipe paulista passou a dar espaço ao Fluminense e sendo alvo dos contra-ataques dos cariocas. Aos 18, Wagner cruzou, mas Marcos Júnior chegou atrasado e não conseguiu a finalização.

Com o passar do tempo, os donos da casa seguiram melhores em campo. O Fluminense quase ampliou o marcador aos 27 minutos. Marcos Júnior recebeu passe na área e chutou cruzado, mas Marcelo Lomba esticou o pé para salvar a Ponte Preta.

Na parte final, mesmo sem muita organização, a Ponte Preta assustava o Fluminense, principalmente em bolas levantadas na área. Os cariocas recuaram e exploravam os contra-ataques. Em um bom avanço, Vinícius desperdiçou grande chance aos 41 minutos, ao aproveitar cruzamento, mas finalizar por cima do travessão. Só que aos 49 minutos, Vinícius recebeu passe de Fred para acertar belo chute no ângulo e garantir a vitória dos cariocas.

terça-feira, 23 de junho de 2015

Fluminense garante Setor Sul contra o Vasco e não vê problemas de atuar em São Januário

 

Peter Siemsen não quis entrar em nova polêmica com Eurico Miranda  

Mais comedido, o presidente do Fluminense, Peter Siemsen, rebateu as declarações do presidente do Vasco, Eurico Miranda, sobre o confronto entre as equipes no dia 19 de julho, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. O mandatário cruz-maltino garantiu que se o Vasco não utilizar o Setor Sul, tradicionalmente da torcida vascaína, ele irá recomendar os torcedores a não irem ao jogo. E mais, disse que o jogo do segundo turno será em São Januário.

Já Peter, por sua vez, garantiu não ver problemas em atuar na casa do rival e ainda alfinetou o Vasco, devido ao confronto no Campeonato Carioca, que foi transferido para o Engenhão.

ADVERTISEMENT

- Sobre o jogo Fluminense e Vasco no Maracanã, o fato é que vai ter ingressos à venda para a torcida do Vasco do Setor Norte do estádio. Em relação a um eventual segundo jogo, em São Januário, para o Fluminense não há problema algum, já que o clube respeita as regras de mandante e não aceita intervencionismo como houve por exemplo, no Campeonato Carioca - afirmou.

Para evitar problemas, o Fluminense já vem comercializando ingressos do Setor Sul, como forma de proteção. O clube tem feito campanhas promocionais, como a Flu Fest, que se o torcedor adquirir certo pacote terá direito ao bilhete no setor.

 

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Marlon se reapresenta bem e entra no time titular para encarar a Ponte Preta

Marlon treino do Fluminense Urca (Foto: Fred Huber)

Na sexta-feira, o técnico Enderson Moreira disse que era "quase impossível" contar com Marlon para a partida contra a Ponte Preta, mas o zagueiro se reapresentou na manhã desta segunda-feira dizendo estar em boas condições e já foi escalado entre os titulares no treinamento. Ele participou do vice-campeonato do Brasil no Mundial sub-20 e desembarcou no Rio de Janeiro na noite de domingo após uma longa viagem desde a Nova Zelândia.

 

Desta forma, a dupla de zaga que deve enfrentar a Ponte Preta, quarta-feira, no Maracanã, é Henrique e Marlon. Gum está suspenso e Antônio Carlos se recupera de uma lesão na coxa esquerda.

Na atividade desta segunda, Renato começou como titular na lateral direita, mas levou um pisão e foi poupado. Wellington Silva, recuperado do problema na panturrilha direita, o substituiu. 

A equipe do Flu que iniciou o treinamento: Diego Cavalieri, Renato, Henrique, Marlon, Giovanni; Edson, Jean, Wagner, Vinícius, Gerson e Fred. Kenedy realizou a primeira atividade com bola com o restante dos companheiros desde a cirurgia de apendicite, mas ainda não deve ser relacionado nesta quarta. 

O Fluminense é o décimo colocado do Campeonato Brasileiro com 11 pontos, com um jogo a menos do que os demais clubes.

sábado, 20 de junho de 2015

Vasco e Flu travam novo embate, e clássicos devem ser com '90%' e '10%'


Diego Cavalieri - Fluminense x Vasco (Foto: Wagner Meier/LANCE!Press)
 

As diretorias de Fluminense e Vasco travam nova disputa nos bastidores. Desta vez, a briga envolve a CBF: é por conta do clássico válido pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, no dia 19/7, no Maracanã. O Cruz-Maltino quer apenas 10% da carga de ingressos para que o jogo do segundo turno seja realizado em São Januário. Até aí, os tricolores aceitam. O problema é, novamente, o lado que os vascaínos ficarão no Maracanã.

ADVERTISEMENT

Desde que Eurico Miranda assumiu a presidência do Vasco, ele já falou, por diversas vezes, que o Cruz-Maltino não joga no Maracanã sem ser no lado direito das tribunas (setor sul), o espaço tradicional do clube no estádio. O problema é que o Fluminense tem contrato com o consórcio que administra o Maraca para ter exclusividade no setor. E não abre mão disso.

Nesta nova discussão, o Vasco negocia com a CBF para ter uma cota que gira em torno de 5.500 ingressos no local onde fica a torcida visitante no estádio, mas no setor sul. A diretoria do Flu não aceita, pois nos jogos em que o tricolor é mandante a torcida visitante fica no setor norte. No segundo turno, em São Januário, o Flu também teria cota de 10%.

O curioso é que as duas diretorias não negociam entre si. Como o relacionamento entre os dois clubes não é nem um pouco amistoso, ambos falam com a CBF, que intermedia a situação. O tenente-coronel João Fiorentini, do Gepe, diz que ainda não recebeu comunicado, mas "prefere" clássico meio a meio.

- Ainda não fomos comunicados sobre essa possibilidade, mas é mais fácil fazer um clássico meio a meio. As duas entradas da norte e da sul são bem próximas. Se for confirmado, teremos que fazer um remanejamento - explicou Firentini.

Um dos argumentos utilizado pelos tricolores é que a diretoria faz uma campanha de crowdfunding (financiamento coletivo), a Flu Fest, que dá direito a ingresso no setor sul aos torcedores que depositarem R$ 100 ou mais. O evento é comemorativo aos 113 anos do clube.

Desde que a discussão sobre o lado direito do Maracanã teve início, houve apenas um jogo entre as duas equipes, válido pelo Campeonato Carioca. Como o mando na competição é da Ferj, a entidade levou a partida para o Nilton Santos para evitar confusão. O Cruz-Maltino levou a melhor e venceu por 1 a 0.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...