sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Eduardo isenta Gerson por derrota do Flu: "Responsabilidade é minha"


O Fluminense não conseguiu sair de 2015 invicto contra o Grêmio. No quarto confronto entre as equipes na temporada, os cariocas foram derrotados por 1 a 0, na noite desta quinta-feira, em Porto Alegre pelo Brasileirão - tinham uma vitória, no primeiro turno da competição, e dois empates na Copa do Brasil. Na análise de Eduardo Baptista, o jogo foi parelho antes do pênalti cometido por Gerson, que fez com que Luan marcasse o único gol do confronto. O meia ainda foi expulso com apenas 19 minutos em campo. Apesar dois dois erros, não foi responsabilizado pelo resultado. 

Eduardo foi tranquilo e sereno na entrevista na Arena. O que contrariou os momentos da saída de campo. Cícero e Wallace trocaram xingamentos e, desde o vestiário do Flu, foi possível ouvir muitos gritos. Acompanhada pelo diretor executivo Fernando Simone, a coletiva detalhou os motivos de mais um tropeço - são 12 em 16 jogos no returno, o que rende a lanterna nesta parte do campeonato. No geral, o Tricolor é 14º, com 43 pontos.

- Equipe aguerrida, primeiro tempo disputado, igual em chances reais de gols. Eles tiveram uma, na trave. Nós, com o Fred. Foi parelho. Tivemos dificuldade de fechar o meio. Por isso, a troca, trazendo o Scarpa ao meio. Precisávamos de ter mais posse de bola. Consegui corrigir com a entrada do Gerson. Jogamos e o Grêmio não fez mais. Teve o pênalti. A expulsão dificultou o nosso trabalho. Buscamos o placar, mas não deu. A responsabilidade é minha - disse Eduardo.

Como levou o terceiro amarelo e, posteriormente, o vermelho direto, Gerson pegará dois jogos de suspensão. Volta na última rodada apenas, contra o Figueirense. Eduardo analisou:

- Tem de conversar. É um jovem, um talento. Ele tinha amarelo e poderia ter esfriado a cabeça. Poderia ter sido outro. Não posso culpá-lo. Enquanto ele esteve em campo, o time cresceu. Contemos o Grêmio. E ainda jogamos. A expulsão dificultou. A responsabilidade é minha.

O Fluminense retorna ao Rio na tarde desta sexta-feira. Na próxima rodada, enfrenta o Avaí, domingo, no Espírito Santo. A partida será realizada às 19h30 (de Brasília).

Confira a entrevista completa:

Eduardo Baptista Fluminense (Foto: EDU ANDRADE/ESTADÃO CONTEÚDO)

As coisas que acontecem no vestiário, morrem dentro do vestiário. Não tenho o que comentar. A responsabilidade da derrota é minha. Gerson é um garoto. Pode ter esquentado a cabeça na hora da expulsão. Não posso imputar a ele a culpa do resultado.

Fred

A bola do jogo foi dele. É um cara que ainda está limitado fisicamente, ainda sente dor. É a nossa referência. A bola do jogo, por um detalhe, não entrou. Participou por dentro, fez o pivô. Gerou dificuldade aos zagueiros. Fora de forma infelizmente, rendeu um pouco menos. Depois, com um a menos, precisava de mais mobilidade e o tirei.

Flu é o lanterna do returno...

Estamos atrás se sequência de vitórias. O jogo de hoje se encaminhava para gente. Grêmio se lançava à frente. Oferecia espaços... O pênalti e a expulsão, se não tivessem acontecido tão cedo, o jogo poderia ser outro. A gente se impôs e marcamos. Não temos muito tempo para trabalhar. Tem jogo em Vitória, com apoio da torcida. Precisamos dela para dar a volta por cima.

Vinícius

Passei para a direção. Estou com aqueles que estão à minha disposição e comprometidos com o trabalho. A diretoria vai conversar com ele e com o procurador e achar o melhor caminho.

Flu pode dar "empurrão" para rebaixar o Vasco já na próxima rodada

 
Eduardo Baptista Fluminense (Foto: EDU ANDRADE/ESTADÃO CONTEÚDO)
A próxima rodada do Brasileiro pode decretar o rebaixamento do Vasco, mas isso só acontecerá dependendo do que acontecer no jogo entre o Fluminense e Avaí, no Espírito Santo. Para a equipe cruz-maltina cair, é preciso perder sua partida contra o Joinville, em Santa Catarina, o Figueirense vencer em casa a Chapecoense, e o Flu perder seu jogo. Se isso acontecer, o Vasco permaneceria com 34 pontos, e o Avaí chegaria a 41. Desta forma, só restariam seis pontos a serem disputados.

Será mais um capítulo da disputa que os clubes travam este ano, tanto dentro quanto fora do campo. Foram muitas provocações, ironias e notas oficiais. No início do mês, o meia Vinicius colocou lenha na fogueira ao afirmar que a torcida e o elenco tricolor ficaram felizes caso o Flu ajude a rebaixar o rival. Depois, o vice de futebol Mário Bittencourt entrou em cena para minimizar as declarações do jogador e garantir que a equipe irá se empenhar para vencer todas as partidas que disputar.

Após a derrota por 1 a 0 para o Grêmio, em Porto Alegre, o técnico Eduardo Baptista tratou de ressaltar a importância deste jogo contra o Avaí para o Tricolor e pediu apoio da torcida capixaba. O time das Laranjeiras tem 18 derrotas no Brasileirão e é o segundo time que mais perdeu na competição. O Goiás tem 19.

- Não temos muito tempo para trabalhar. Tem jogo em Vitória, com apoio da torcida. Precisamos dela para dar a volta por cima - disse Eduardo Baptista.

A possibilidade de dar um empurrão para um possível rebaixamento do Vasco, no entanto, ainda causa uma certa desconfiança nos tricolores. Isto porque o time, com a pior campanha do returno, estacionou nos 43 pontos e não está inteiramente seguro na classificação.

- Temos de abrir os nossos olhos: estamos a seis pontos do rebaixamento. Não adianta comparar as campanhas de cada turno. Nós causamos isso. Tem de levantar a cabeça para buscar resultados melhores - disse o zagueiro Marlon.

O jogo entre Fluminense e Avaí será no próximo domingo, às 19h30, no estádio Kléber Andrade, em Cariacica, no Espírito Santo.

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Flu x Avaí: mais de 7 mil ingressos vendidos e festa em recepção tricolor

 

Ao que tudo indica, o domingo será de festa no estádio Kleber Andrade. A partida entre Fluminense e Avaí, válida pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro 2015, já tem mais de 7 mil ingressos vendidos e a tendência e que a carga máxima, de 18 mil, seja atingida. Além da expectativa para o dia da partida, a torcida tricolor prepara outro grande evento. 

Estádio Kleber Andrade (Foto: Jana Aguiar)Estádio Kleber Andrade (Foto: Jana Aguiar)


Por meio de uma rede social, torcedores do Fluminense organizam uma festa no aeroporto, no desembarque do time em solo capixaba. A delegação da equipe carioca tem chegada prevista ao Espírito Santo no sábado, às 12h.

Quem já participou de uma recepção calorosa quando o Flu passou pela última vez no estado, em 2010, é o torcedor Bruno Nunes. Fanático pelo tricolor, o estudante garante mais uma vez a presença na área de desembarque do Aeroporto Eurico Salles, em Vitória, e não esconde a ansiedade

- Vai ser uma festa bem bacana, como a de 2010. O Fluminense não vem ao estado há cinco anos, então a torcida aguarda ansiosamente por esse reencontro. Participei da última recepção e fiquei vários dias acompanhando o time, inclusive os treinos, as chegadas e as saídas da delegação do hotel.

 

Treino no Klebão

Assim que chegarem ao Espírito Santo, a delegação tricolor se dirige ao hotel Hotel Quality, em Bairro República, Vitória, onde ficarão hospedados. Às 16h, o time treina no estádio Kleber Andrade

Preços de ingresso e promoção solidária

Os ingressos para o jogo entre Fluminense e Avaí, no dia 22, em Cariacica, estão à venda. E o torcedor que levar dois litros de água mineral para as vítimas do rompimento das barragens de Mariana terá direito à meia-entrada. O desconto não é cumulativo com outras promoções. O preço inteiro é R$ 120, e a meia-entrada é R$ 60. Estudantes, professores e idosos têm direito à meia-entrada. Crianças de até seis anos não pagam. 

Pontos de venda de ingressos

Internet

Bilheteria Digital

Loja BAGAGGIO - Shopping Vitória
Avenida Américo Buaiz, n° 200, loja 101 A, Enseada do Suá, Vitória-ES

Loja BAGAGGIO - Shopping Praia da Costa
Avenida Doutor Olívio Lira, 353 - Praia da Costa, Vila Velha - ES

Loja ADEMAR CUNHA - Cariacica
Avenida Expedito Garcia 159, Campo Grande, Cariacica

Loja ADEMAR CUNHA - Vila Velha
Avenida Sergio Cardoso 248, Novo México, Vila Velha

Loja ADEMAR CUNHA - Serra
Segunda Avenida 24, Laranjeiras, Serra

LOJA DADALTO SHOPPING MESTRE ALVARO, 2º PISO
Av. João Palácios, 300 Loja 107E Piso L1, Serra

LAS PALETITAS SHOPPING MOXUARA, PISO L2
Rodovia BR 262, 6555 - São Francisco, Cariacica

+ Os bilhetes nos pontos e na internet serão vendidos até sábado. No dia do jogo, a venda de ingressos será feita apenas nas bilheterias do estádio Kleber Andrade, a partir das 10h.

Esquema de torcidas no Klebão

Fluminense x Avaí: divisão de setores do Kleber Andrade (Foto: Federação de Futebol (FES))

Flu perde pra o Gremio fora de casa

Grêmio x Fluminense, Arena do Grêmio Campeonato Brasileiro 2015 (Foto: EDU ANDRADE/FATOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO)

 

Firme e forte na missão de conquistar uma das vagas para a Libertadores, o Grêmio fez o dever de casa e venceu o Fluminense por 1 a 0, nesta quinta-feira, em Porto Alegre. Não foi uma exibição de gala, mas o gol de pênalti marcado por Luan deixou a equipe consolidada na terceira posição do Brasileiro, agora com 62 pontos. Já o Flu, que perdeu a primeira em quatro duelos contra os gaúchos, se mantém com 43 pontos e com a pior campanha do returno.

As equipes voltam a campo no próximo domingo. O Grêmio terá o aguardado clássico com o Internacional, no Beira-Rio. Já o Fluminense, como mandante, vai até o Espírito Santo para enfrentar o Avaí.

O campo molhado deixou a partida ainda mais veloz, e o Grêmio foi quem começou melhor, pressionando. Douglas tentou surpreender em chute com pouco ângulo, mas Cavalieri se recuperou e fez boa defesa. Após o susto inicial, o Flu conseguiu equilibrar. Entrou em cena também a trave. Primeiro, em cabeçada de Fred. Depois, os gaúchos conseguiram duas, em chutes de Everton e Luan.

O jovem atacante gremista não se deu por vencido e acabou desequilibrando a partida. Em cobrança de escanteio de Galhardo, a bola bateu no braço de Gerson e o árbitro assinalou o pênalti. Luan bateu bem e venceu Diego Cavalieri: 1 a 0. Gerson, que já tinha amarelo, escapou de ser expulso nesse lance. Poucos minutos depois, no entanto, o meia fez falta dura e levou o vermelho. Ele havia entrado no intervalo.

Com um a mais, o Grêmio conseguiu controlar a partida sem correr muitos riscos. Luan por pouco não ampliou em duas oportunidades. Na primeira, Cavalieri fez boa defesa. Na segunda, o atacante chutou para fora. Com a vitória nas mãos, os gaúchos trocaram passes até o apito final.

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Pouco aproveitado, Henrique manda recado ao Fluminense

 
henrique-magno-alves
 

Henrique explica que está pronto para deixar o Rio de Janeiro e está procurando outros clubes do futebol brasileiro, mas não descarta retornar ao exterior para o ano que vem. O zagueiro deixa claro durante a entrevista ao site francês, que dificilmente terá o contrato prorrogado na equipe carioca.

"Estou pronto para deixar o Rio. Eu estou procurando um outro clube da Primeira Divisão, mas também no exterior, em países como Arábia Saudita , Qatar , Dubai, Estados Unidos", disse.

O defensor vem sendo pouco utilizado pelo técnico Eduardo Baptista, desde que chegou ao Fluminense neste ano. O comandante tricolor utiliza outras opções, na equipe titular e com isso fica difícil a permanência de Henrique em 2016.

Foto: Divulgação/Flickr Oficial do Fluminense

Treinador do Fluminense fala sobre possível retorno de Fred contra o Grêmio

fred flickrflu
 

Em entrevista ao portal Lancenet, o técnico tricolor deixou claro que acha fundamental o camisa 9 e capitão do Flu terminar o ano jogando, até para o jogador não ficar um grande período sem atuar.

– Eu acho que é importante o Fred acabar o ano jogando. Caso contrário, ele vai ficar um período muito grande sem atuar por conta das férias. O Fred é um jogador muito importante no jogo, no treino. O departamento médico tem feito um esforço grande e nós temos uma previsão para que ele possa atuar contra o Grêmio. Nossa expectativa é muito boa. Queremos que ele acabe o ano jogando. Pelo menos mais três partidas. Será muito importante. O Fred é muito experiente. É uma liderança nata dentro do elenco. Dentro do campo ele passa uma segurança para o time e principalmente para os garotos. A perda dele nesse momento nós sentimos, mas tentamos equilibrar com outros jogadores experientes como o Cícero, o Pierre – disse  comandante do Flu.

O treinador aproveitou para falar ainda do final de campeonato do Fluminense e se o time teria relaxado, já que apenas cumpre tabela, sem qualquer ambição na competição.

– Não poderia, mas eu vejo diferente. Mesmo quando nós tínhamos ambições maiores neste Campeonato Brasileiro, o time oscilou. Tiveram jogos que faltaram alguns jogadores mais experientes, como o Fred, um Pierre. Precisamos mais amadurecer o grupo, dar uma maturidade a ele, do que propriamente dizer que o time relaxou ou não relaxou. Eu estou indo mais por essa linha.

O Flu é o 13º colocado do Brasileiro com 43 pontos. O duelo com o Grêmio será nesta quinta-feira, às 19h30, em Porto Alegre. A dúvida do técnico Eduardo Baptista é Jean, que não treinou nesta terça por causa de dores nas duas coxas. Na atividade tática, Edson foi seu substituto.

Fred declara amor ao Fluminense, mas admite descuido com noitadas no início


Fred comemora gol do Fluminense  

A relação de Fred com o Fluminense é intensa. De 2009 para cá, o atacante conquistou a idolatria da torcida e coleciona gols. Porém, o casamento também teve abalos. O próprio artilheiro faz um mea-culpa e admite seus erros.

Ao olhar para o passado, em entrevista ao jornal do clube, Fred destaca a maturidade que alcançou. Os vacilos serviram como aprendizados. Superar as dificuldades só fez aumentar o amor pelo Tricolor.

 

"Às vezes, paramos para pensar: 'Poxa, não deveria ter feito isso', mas se não tivesse acontecido não teria moldado meu caráter. Fiz muitas coisas erradas no clube. No início, em 2009, fiz muitas coisas que um atleta não deve fazer. Tudo isso serviu para moldar meu caráter. Hoje me sinto mais exemplo, com mais direito de poder orientar, porque hoje treino e me dedico muito, sou o último a sair. Hoje posso fazer isso, mas antes não era assim", afirmou.

Fred hoje é o líder do elenco tricolor  


"É na dificuldade que mais aprendemos e, na maioria das vezes que passei dificuldade no clube, foi só pancada. Ou o pessoal me chutava, ou me abraçava e falava: 'Vamos te dar as mãos.' Tive discussão com torcida organizada, com imprensa, uma Copa do Mundo jogada nas minhas costas... E a gente vai olhando tudo e pensa: 'Por que comigo? Eu me preparei tanto para isso.' Saía para fazer alguma coisa, bebia, não me cuidava para treinar. Treinava, só que mais ou menos, não dava 100%. Tudo isso foi um processo de formação que o Fluminense fez, como atleta e ser humano", continuou.

O Fluminense conquistou Fred. E Fred conquistou o Fluminense. A intensidade da relação, marcada por gols e títulos, faz o clube ter um lugar especial no coração do artilheiro.

"Tricolor de coração. Tenho carinho por todos os clubes pelos quais passei. Hoje posso afirmar com toda certeza do mundo que não terá nenhum onde tive a entrega, experiências, aprendizados, coisas boas e ruins, nada vai chegar perto do que passei no Fluminense. Cada pedacinho foi muito intenso. Não sei se estou exagerando quando tive esses momentos, mas nada vai se comparar ao que vivi e continuarei vivendo no Fluminense. Nada. Amo este clube", afirmou.

Fonte: O Dia

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...